Maduro diz “conhecer planos” de Bolsonaro e Colômbia e ameaça: “arrebentamos seus dentes”

O ditador da Venezuela, Nicolás Maduro, afirmou nesta terça-feira (14) que “conhece os planos imperialistas” da Colômbia e do presidente brasileiro, Jair Bolsonaro.

Maduro disse ainda que os militares do país estão preparados caso haja ações de guerra contra a Venezuela, mas não deu detalhes ou apresentou qualquer tipo de provas.

“Caso se atrevam, vamos arrebentar seus dentes para que aprendam a respeitar a Força Armada Nacional Bolivariana”, ameaçou Maduro.

O discurso do ditador comunista se deu em sua mensagem anual na Assembleia Constituinte, que é controlada pelo regime chavista, uma semana depois da crise que tentou excluir Juan Guaidó da presidência do outro parlamento, a Assembleia Nacional, onde a oposição têm maioria.

A ameaça pode ser interpretada como uma cortina de fumaça típica dos regimes totalitários comunistas, que tentam encontrar um inimigo para lançar culpa pelas consequências da má gestão.

Além de fazer acusações vazias contra o Brasil, Maduro se mostrou hostil a Colômbia, onde Iván Duque apoia o autoproclamado presidente interino Juan Guaidó.

Categoria:Internacional