Moro prorroga atuação da Força Nacional em terra indígena no Pará

Tropas atuam desde 2017 na retirada de invasores na Terra Indígena Apyterewa.

Ministro também prorrogou a força-tarefa penitenciária no estado.

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, prorrogou por mais 180 dias a atuação da Força Nacional no processo de retirada de invasores da Terra Indígena Apyterewa, no sudoeste do Pará. A portaria foi publicada no "Diário Oficial da União" desta quarta-feira (15). Segundo o texto, as tropas atuarão "em caráter episódico e planejado" até o dia 25 de julho de 2020. A Força Nacional e o Exército trabalham desde 2017 na operação de retirada de famílias que ocupam a reserva indígena Apyterewa, em São Félix do Xingu. Força-Tarefa Penitenciária Foi publicada na mesma edição do Diário Oficial a prorrogação por mais 60 dias da Força-Tarefa de Intervenção Penitenciária no Pará. Segundo o texto, os agentes irão exercer a coordenação das atividades de guarda, de vigilância e de custódia de presos. A força-tarefa foi enviada pelo ministro Sérgio Moro a pedido do governador Helder Barbalho, após um massacre que resultou na morte de 62 presos em um presídio de Altamira, no sudoeste do Pará.

Categoria:Pará